blog-img

3 TENDÊNCIAS DA AUTOMAÇÃO PARA 2019

Quando falamos em automação, temos que pensar em um setor em constante mudança. Por se tratar do controle conjunto e prático de diversos aparelhos eletrônicos de uma residência ou área comercial, a automação precisa evoluir de acordo com os os avanços tecnológicos.

Ao longo de 2018, vimos a confirmação e crescimento de alguns setores considerados tendências, como os assistentes virtuais Google Home e Amazon Echo e a Internet das Coisas (IoT). Com isso, a automação tem se adaptado às diferentes possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias.

ASSISTENTE VIRTUAL

Em 2018, o MIT deu um passo adiante na relação com assistentes virtuais, lançando um dispositivo capaz de “ler” vozes em nossa cabeça. Batizado de AlterEgo, ele pode ser usado para dar ordens e controlar dispositivos por meio da leitura que os eletrodos fazem de determinadas partes do nosso cérebro. Ainda em fase incipiente de testes, o AlterEgo já deu bastante o que falar e prova que vamos chegar bem longe em termos de automação.

Por outro lado, a Amazon Echo, comandada pela famosa Alexa, teve um crescimento considerável nos lares americanos no último ano. A Google vem correndo atrás e buscado funções inovadoras para seu Google Home. A Apple chegou com seu Apple Homepod, muito mais que um speaker bluetooth, um controlador com uma memória incrível.

Se no Brasil estes aparelhos ainda não são tão difundidos, o controle por voz e a concentração de várias funções em um único aparelho – o telefone celular – é cada vez mais forte.

Por isso, o setor de automação precisa criar controles mais simples e intuitivos, de fácil acesso aos usuários, que concentrem o máximo possível de aparelhos em um único lugar.

AUTOMAÇÃO EM ESPAÇOS COMPACTOS

Com a popularização da automação, a ideia de que o sistema só funciona em grandes espaços está sendo derrubada. Hoje, apartamentos e espaços mais compactos já podem ter seu próprio sistema de áudio, vídeo e iluminação, além de controle de aparelhos.

Essa tendência se acelera com a saída tardia da casa dos pais, fazendo com que solteiros ou jovens casais mais estáveis procurem apartamentos com mais facilidades. Outro fator de influência é a automação como investimento em um apartamento econômico. Mesmo que a princípio o projeto possa parecer mais caro, esse novo público já consegue enxergar valor e comodidade em longo prazo.

Para estes ambientes, o ideal é criar um sistema de automação mais enxuta, focada nas necessidades mais imediatas dos moradores e, preferencialmente, controlada por wi-fi.

Praticidade, comodidade e usabilidade são o foco aqui.

INTERNET DAS COISAS E A SEGURANÇA DOS APARELHOS AUTOMATIZADOS

A principal preocupação com uma casa é que ela seja segura. Com a expansão da internet das coisas e o aumento do depósito de informações na computação em nuvem, muitas pessoas ficam receosas de deixarem seus lares nas mãos de robôs e terem suas casas escaneadas.

A proteção das informações deve ser, cada vez mais, uma preocupação da automação. Por outro lado, com a melhora na banda de internet, problemas que eram frequentes pela velocidade de processamento dos dados hoje foram eliminados.

Com a popularização da internet das coisas, aparelhos como pulseiras e speakers viraram aliados no controle da automação e essa simbiose entre as pessoas e suas casas tem deixado o público mais confiante nos processos de automação.

PERSPECTIVAS PARA 2019

Esses três pontos nos mostram uma perspectiva positiva sobre o mercado de automação em 2019. Uma promessa é que o setor também passe a atuar na área de experiência do cliente, quando se fala em automação comercial. A perspectiva de crescimento do setor – que vem numa perspectiva positiva desde 2012 – é de que até 2020 haja um aumento de cerca de 50% no número de profissionais na área. Com certeza, um setor para apostar.


Link do post original: http://www.neocontrol.com.br/news/tendencias-2019/?utm_campaign=e-mail_mkt_0119&utm_medium=email&utm_source=RD+Station